sábado, 30 de janeiro de 2016

#FAMÍLIA #ESPORTE #RELIGIÃO - Três setores que formam um bom caráter



Família
Por mais que toque na mesma tecla, e sempre, uma boa estrutura familiar molda de forma positiva o caráter de qualquer criança em inicio de formação. Uma família desestruturada, desequilibrada distorce a personalidade de uma pessoa. E quando ocorre um evento negativo, pergunta-se: O que faltou na vida desta criatura? Simples ... uma boa estrutura educacional à base de equilíbrio emocional adquirido através de uma família equilibrada. Alguém pode dizer: Ah ... mas nunca tive isso! Nunca fiz nada de errado. Primeiro, sim fez. Todos fazemos. E é possível afirmar que se não teve uma boa orientação\estrutura familiar, deveria ter. Não ter, não é a regra.

Esporte
É possível dizer que o esporte é algo redentor porque eleva uma pessoa de um estado para outro. Grande parte dos atletas de família humilde que obtiveram sucesso em suas performances, foram redimidos por ele. Foram elevados do status “anônimo” para “figura pública” através do esporte. Por isso é possível dizer que o esporte redime vidas, no sentido semântico da palavra. A redenção não seria somente de status, porém no estilo de vida e principalmente moldando o caráter do atleta. De forma positiva! Aquele que é redimido e esquece de suas origens, não levando em conta que há milhares de pessoas que se espelham nele, e vive de forma megalomaníaca e egoísta, não é o padrão. Embora seja o exemplos de muitos.

Educação
A Educação figura no mesmo patamar do esporte. Ela é “redentora” e crucial para a boa formação do caráter humano. Trata-se de um dos pilares da formação de um indivíduo que está sendo trabalhada de forma negativa ultimamente no Brasil, e é sem sombra de dúvidas, um instrumento que tem sido utilizado para formar “androides” manipulados cujos fins são políticos e de elevação do poder de muitas personalidades importantes em todo o mundo. A educação é “Mola Mestra” de uma sociedade. Ela impulsiona o cidadão do status de Aluno (Sem Luz) para “Eterno Aprendiz”, quando se trata de uma personalidade simples e que reconhece o sentido de sua missão em vida, é claro.

Religião\Espiritualidade
Religião e Espiritualidade são dois assuntos um pouco deturpados desde pessoas cultas a leigas no assunto. Isso não quer dizer que trata-se de um “expert” que as descreve. Pelo contrário, mesmo de forma leiga no assunto, há de convir que a “religião” traduz-se em um conjunto de crenças e rituais que têm por função colocar seus seguidores em um relacionamento direto com Deus, com sua divindade, e “espiritualidade” é o foco que o ser humano mantém no mundo espiritual ao invés de coisas terrenas e físicas. 
Mas Religião e Espiritualidade também moldam o caráter de um indivíduo de forma positiva ou negativa. Depende de onde o foco deste está mantido. Karl Marx considera a religião como ópio que provoca adormecimento no povo e serve de paliativo aos seus problemas. A comparação da religião com o ópio não é original de Marx e já tinha aparecido, por exemplo, em escritos de Immanuel KantJohann Gottfried von Herder, ou simplesmente “Herder”, Ludwig FeuerbachBruno BauerMoses Hess e Heinrich Heine. Este último, em 1840, no seu ensaio sobre Ludwig Börne escreveu: "Bendita seja a religião, que derrama no amargo cálice da humanidade sofredora algumas doces e soporíferas gotas de ópio espiritual, algumas gotas de amor, fé e esperança". Mirando a “religião” de acordo com o Latim, “religare”, que promove a conexão do homem por meio de seu Filho, manteremos então o foco na Espiritualidade daquele que se faz exemplo para nós, e pelo fato de ser feito o contrário, existem as alienações que deturpam o real sentido da espiritualidade, e por que não da religião? Pois o que deveria nos ligar, nos separa.

#MarcosReis #Badusca