Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março 7, 2011

#INSIGHT OU COISA DE CRENTE?

Pela manhã estava organizando com muita dificuldade o meu lar e parei para analisar em meio a tantas divergências que o reino humano de Deus vive. Uns dizem ser Igreja, outros dizem que são representantes da igreja, uns dizem-se representantes diretos do Criador, outros dizem que não são capazes de se aproximar de um Ser tão santo, por isso possuem um representante que fale diretamente com o Filho Unigênito do Criador. E por ter maior grau de intimidade, logo, O Filho unigênito, fala face a face com quem o busca mais.
Parei para tentar entender, sem me confundir em meio ao turbilhão de pensamentos a esse respeito, afinal de contas, quero ter o meu lugar ao sol [rs]. Veio-me um insight que me alertou sobre o fato de que o corpo representante de Cristo aqui na terra possui fragmentos daquilo que chamamos de ‘verdade’, por isso é que vemos em parte, como diz nosso admirado Paulo, o Apóstolo aos também perdidos ‘Gentios’, se é que posso falar assim, uma vez que os Judeus criam ser eles leg…

A Política do Pão e Circo

Na Roma antiga, a escravidão na zona rural fez com que vários camponeses perdessem o emprego e migrassem. O crescimento urbano acabou gerando problemas sociais e o imperador, com medo que a população se revoltasse com a falta de emprego e exigisse melhores condições de vida, acabou criando a política “panem et circenses”, a política do pão e circo. Este método era muito simples: todos os dias havia lutas de gladiadores nos estádios (o mais famoso foi o Coliseu) e durante os eventos eram distribuídos alimentos (trigo, pão). O objetivo era alcançado, já que ao mesmo tempo em que a população se distraia e se alimentava também esquecia os problemas e não pensava em rebelar-se. Foram feitas tantas festas para manter a população sob controle, que o calendário romano chegou a ter 175 feriados por ano.
Esta situação ocorrida na Roma antiga é muito parecida com o Brasil atual. Aqui o crescimento urbano gerou, gera e continuará gerando problemas sociais. A quantidade de comunidades (as antigas …